Francisco Carreiro da Costa


Vive-se, nos dias de hoje, em muitas (na maioria…?) das instituições universitárias, um clima de sobrevalorização da Investigação, relegando para segundo plano a qualidade do ensino e o interesse dos estudantes.

O que vim encontrar na FEFD, da ULHT, foi uma gestão estimuladora das boas práticas pedagógicas e um clima institucional que valoriza de igual modo o Ensino/Pedagogia, a Ciência e a Investigação.

O reconhecimento de que a formação científica, cultural e profissional dos estudantes deve realizar-se de par com a promoção de uma cidadanía activa e consciente.

Outro aspecto merecedor de referência é o ambiente de companheirismo, colaboração e aprendizagem recíproca existente entre o corpo docente, bem como a sua competência, o seu compromisso com a realidade e o desenvolvimento e afirmação do campo profissional.