Estimados Docentes, Estudantes, Funcionárias, Treinadores e Atletas

Vivemos mais um ano letivo com os mesmos meses e dias e um tempo igual e diferente, em constante aceleração; tempo de dúvidas intensamente vivido, apesar da quotidiana presença do seu contrário (doença e morte); tempo de acrescidas dificuldades para todos, muito especialmente para quem já mais as sentia; mas tempo de resistir e persistir no essencial: a aprendizagem, o saber mais e pensar melhor – mesmo se com menos certezas -, a formação científica e preparação para um exercício profissional dignificante, a satisfação de interagirmos a consciência do inerente enriquecimento como pessoas.

Respeitando as normas e as limitações, fizemos do afastamento aproximação e, forçados pelas circunstâncias, reinventámos a gestão do tempo e das relações.

Celebrámos 30 anos da Faculdade do melhor modo, quase sem dar por isso: trabalhando mais, lembrando e aprendendo com o passado, vivendo o presente e projetando o futuro nas múltiplas e complementares dimensões da nossa missão. Foi, também por isso, um ano fantástico de continuados desafios e exaltantes realizações.

Muitos são os que connosco estiveram pela primeira vez (mais de 400 estudantes, uma dezena de professores, cerca de 100 atletas) buscando o contributo da Universidade para a sua formação e realização pessoal e coletiva; que cada um tenha encontrado resposta às suas expectativas, contribuído para a satisfação e bem estar próprio e doutros.

Com a noção e tranquilidade de que fizemos o melhor que soubemos e fomos capazes, a todos desejo umas merecidas férias e o regresso com saúde, renovada energia e motivação.

Até breve.

Jorge Proença